Feliz 2014!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Olá turma estamos começando um novo momento em suas vidas.Momento de focar em conhecimentos sólidos, que deverão permanecer por um bom tempo com você.História é uma disciplina de agrega conhecimento e cidadania. Estarei auxiliando a todos neste processo com essa nova ferramenta que nós dara além da página no face mais uma porta de contato, porém agora virtual.
Abraços em todos e vamos lá ,rumo ao sucesso!
Quem me acompanha????????????
Profª Patricia Medina

Pesquisar este blog

Loading...

terça-feira, 31 de maio de 2016

GABARITO DO 2ª LISTA

Gabarito:
Resposta da questão 1:
[C]
Algumas ideias devem ser associadas para o entendimento
da questão, como a formação de uma nova ideologia, o
elemento que reforça o processo controlador e opressor e
a época, as décadas de 20 e 30 do século passado,
caracterizada pela ascensão de modelos totalitários, não
apenas o nazismo na Alemanha, mas o fascismo em outras
nações e o stalinismo na União Soviética.
Resposta da questão 2:
a) Após a “Noite dos Cristais”, em 1938, o líder nazista
Reinhard Heydrich, recomendou que todos os judeus
fossem obrigados a usar uma identificação para
diferenciá-los do restante da população. Esse sistema de
identificação foi adotado na Polônia, a partir de 1939,
quando todos os judeus acima de 12 anos passaram a
ser obrigados a costurar uma Estrela de Davi amarela em
suas roupas.
b) Após a invasão da Polônia pelos nazistas, em 1940, um
pequeno distrito no sudoeste de Varsóvia foi escolhido para
o confinamento de cerca de 400.00 judeus. Cercado por um
muro havia apenas uma entrada e saída do “gueto”. No
começo a população confinada tinha uma vida difícil, mas
com um pequeno nível de conforto, e aos poucos as
condições foram piorando, com a chegada de novos
contingentes de judeus, com a maioria vivendo em
precárias condições de vida.
Resposta da questão 3:
[B]
A “teoria do espaço vital” foi uma das bases para a política
expansionista de Hitler e responsável pela eclosão da
Segunda Guerra. Ela está impregnada pelos conceitos de
imperialismo do século XIX, caracterizado pelo domínio
territorial de regiões fora da Europa, e, após a Primeira
Guerra Mundial, a Alemanha foi punida, perdendo seus
territórios colônias, entendidos como as principais fontes
de riqueza para as potências econômicas do período.
Resposta da questão 4:
a) Adolf Hitler utilizou o orgulho ferido dos alemães
após a assinatura do Tratado de Versalhes, que
representou uma grande humilhação para a Alemanha,
para despertar o sentimento nacionalista no povo, que
apoiaria o seu partido político, o nazismo.
b) Anticomunismo, militarismo. Pode-se citar ainda:
antissemitismo, antiliberalismo, antiparlamentarismo,
superioridade da raça ariana, expansionismo em busca
do “espaço vital”, xenofobia, nacionalismo exacerbado e
totalitarismo.
c) Na Alemanha, desenvolveu-se um culto à imagem do
líder, sendo implantada a censura a todos os meios de
comunicação. Com isso, houve o fortalecimento do
regime nazista.
A propaganda era conduzida pelo Ministro da Educação do
Povo e da Propaganda, Joseph Goebells, e tinha como meta
exercer severo controle sobre a Educação e a comunicação,
com o objetivo de consolidar a aprovação popular do
Partido Nazista, da doutrina do Partido e do Führer. Seus
métodos eram sensacionalistas e desonestos, seguindo a
filosofia de que “uma mentira dita cem vezes torna-se
verdade”.
Resposta da questão 5:
[A]
O atleta em questão era afrodescendente. As vitórias de
Jesse Owens se chocaram frontalmente com as teorias
nazistas de superioridade ariana, tanto que Hitler se retirou
do estádio antes das premiações.
Resposta da questão 6:
V – V – V – F – F.
Verdadeira. O genocídio dos judeus na Alemanha é uma
das provas cabais dessa intolerância.
Verdadeira. Países como o Brasil e a Argentina acolheram
muitos judeus no período da guerra e no pós-guerra.
Verdadeira. Os ideais nazifascistas na Itália e Alemanha
tiveram muitos pontos em comum, destacando-se os
apontados. A maior diferença entre as duas ideologias,
entretanto, é a defesa da raça ariana e a condenação dos
judeus por parte dos nazistas alemães.
Falsa. Com honrosas exceções por parte de alguns de seus
clérigos, a Igreja Católica se mostrou omissa quanto aos
flagelos do antijudaísmo alemão. Tampouco os ideais
professados pelo nazismo morreram com Hitler, visto que
ainda na contemporaneidade percebem-se, em todo o
mundo, vários grupos professando a ideologia e aplicando
práticas nazistas.
Falsa. A cidade de Amsterdam não foi poupada dos
horrores da guerra, o que se ilustra pela existência de um
museu, nesta cidade, à memória de Anne Frank.
Resposta da questão 7:
[D]
A primeira frase parece moderada, mas apresenta o país
preparado e sem temer uma eventual guerra. A segunda
frase destaca a importância da força para a execução da
justiça e não se refere à força das leis, mas sim à força no
sentido da violência e da autoridade do Estado fascista. A
terceira frase resgata e valoriza o momento histórico de
maior projeção da Itália, a época do Império Romano,
marcada pelo expansionismo e pela subordinação de
diversos povos.
Resposta da questão 8:
[E]

[A] Incorreta. A capitulação ou rendição alemã ocorreu em
1945 com a invasão soviética em Berlim. A
independência das nações africanas foi um fenômeno
da década de 70 do século XX, no episódio denominado
“descolonização”. A perseguição aos arianos não tem
fundamento histórico.
[B] Incorreta. A nacionalização dos portos é uma
denominação genérica às ações de nações como Japão,
Brasil e Chile, que passaram a controlar seus portos no
século XIX, controle antes feito pelas nações coloniais
ou imperialistas. O fim do corredor polonês, ou seja, da
área entre a Prússia Ocidental e a Oriental, esta em
território polonês, só ocorreu com a libertação da
Polônia no pós-guerra. O Pacto Ribbentrop-Molotov,
estabelecido entre a Alemanha nazista e a União
Soviética, foi um pacto de não agressão que culminou
com a divisão da Polônia em áreas de influência
germânica (Lituânia) e soviética (Finlândia, Estônia e
Letônia).
[C] Incorreta. A ocupação da Áustria (Anchluss) pelos
nazistas ocorreu em 1938 e não se relaciona com a
política eugênica. O fortalecimento dos bancos públicos
não se relaciona com os episódios ocorridos no período
nazifascista. O nazismo é, em si, um fascismo, porém
acrescido de ideias eugênicas. A luta contra os fascistas
foi capitaneada pelos comunistas e pelos anarquistas.
[D] Incorreta. A tomada de Paris, um dos episódios mais
traumáticos da Segunda Guerra, não se relaciona
diretamente com a política eugênica do nazismo,
tampouco a invasão da URSS. A libertação dos Sudetos é
um episódio do pós-guerra, uma vez que a Alemanha
nazista ocupou essa região tcheca de maioria alemã em
1938.
[E] Correta. As Leis de Nüremberg, a Solução Final e a
criação dos campos de extermínio relacionaram-se com a
decisão de aplicação de práticas eugênicas, as quais,
mesmo antes da Conferência de Wansee, dissolveram
casamentos entre arianos e não arianos, entre outras
disposições. A Solução Final e a criação dos campos de
extermínio, decididas em Wansee, preconizaram a
proposta e o método de eliminação total dos judeus da
Europa.
Resposta da questão 9:
Dois dos problemas e respectiva ação:
• desordem social / instauração do Estado corporativo e
centralizador para enfrentar a crise das propostas liberais
• crise econômica / intervencionismo estatal para controlar
os conflitos entre capital e trabalho
• vácuo político / fim do sistema político representativo
liberal, com o estabelecimento do partido único e
fortalecimento de Hitler como liderança nacional
Resposta da questão 10:
[E]
A política desenvolvida pelo partido nazista durante a
Segunda Guerra Mundial e um pouco antes, baseava-se na
superioridade da raça germânica, tida como pura. Deste
modo, os judeus foram acusados de macularem a pureza da
raça alemã. Através das chamadas Leis de Nüremberg,
Hitler foi sistematicamente cerceando os direitos e
liberdades dos judeus, proibindo-os de sentarem em
bancos de praça, tomarem transporte coletivo, terem
rádios, até a solução extrema de serem confinados em
campos de concentração e serem sistematicamente
exterminados com usos de gás venenoso, nas chamadas
câmaras da morte. O relato de Anne Frank narra como ela e
a população judia estava sentindo os efeitos da política de
perseguição dos nazistas.
Resposta da questão 11:
[D]
Uma das premissas mais importantes defendidas pelos
fascistas (nazistas e integralistas incluídos) era a ideia de
que o socialismo tinha que ser eliminado, principalmente
por defenderem a “luta de classes”, que, segundo eles,
enfraqueceria a sociedade.
Resposta da questão 12:
[B]
A afirmativa II está errada, pois as políticas racialistas,
muito presentes na Alemanha, não tiveram a mesma
repercussão na Itália e não foram a base da aliança entre os
partidos fascistas dos dois países.
A afirmativa IV está errada, pois a recuperação econômica
da Alemanha e Itália, após a Primeira Grande Guerra, não
foi rápida e passou por uma série significativa de
problemas. Podemos citar a crise de 1929 e a hiperinflação
alemã como algumas das muitas dificuldades econômicas
vividas pelas economias desses países. A plataforma
militarista e expansionista é, antes, uma resposta às crises
do que seu resultado.
Resposta da questão 13:
Terminada a Primeira Guerra Mundial, realizou-se a
Conferência de Paris, que considerou a Alemanha como
responsável pela guerra e impôs à mesma o pagamento de
indenizações, a perda de colônias e territórios na Europa e
sua desmilitarização. Tais imposições geraram grave crise
econômica no país, agravadas posteriormente pela crise de
29. Essa situação de crise, entendida como fruto das
imposições, aguçou o sentimento nacionalista e de
vingança por parte da população.
Em 1919, foi fundado o Partido Nazista, tendo Adolf Hitler
como líder. O nazismo surgiu como uma
ideologia totalitária, que se baseava no controle do Estado
sobre a organização da economia e da sociedade, contra o
liberalismo e o socialismo apoiada em ações repressivas e
em forte propaganda, considerando a supremacia da raça
ariana e um forte discurso antissemita.
Resposta da questão 14

A primeira afirmação é desprezada pelo total absurdo de
considerar as afirmações dentro do espírito democrático e
humanista. No caso da discriminação dos judeus, no
contexto da ascensão do nazismo ao pode na Alemanha, a
propaganda foi instrumento eficaz e muito utilizado para
todos os propósitos dos governantes, inclusive de
intensificar e levar às últimas consequências o preconceito
contra os judeus.
Resposta da questão 15:
[D]
O conhecimento histórico, nessa questão, não influencia na
resposta, que deve ser apenas baseada na capacidade do
aluno que interpretar imagens, identificando que o quadro
de Picasso mostra pessoas em sofrimento e que a
fotografia do bombardeio mostra uma cidade destruída.

Nenhum comentário: