Feliz 2014!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Olá turma estamos começando um novo momento em suas vidas.Momento de focar em conhecimentos sólidos, que deverão permanecer por um bom tempo com você.História é uma disciplina de agrega conhecimento e cidadania. Estarei auxiliando a todos neste processo com essa nova ferramenta que nós dara além da página no face mais uma porta de contato, porém agora virtual.
Abraços em todos e vamos lá ,rumo ao sucesso!
Quem me acompanha????????????
Profª Patricia Medina

Pesquisar este blog

Loading...

terça-feira, 31 de maio de 2016

GABARITO DA 1ª LISTA
LISTA DE ESTUDO PARA P2-2º BIMESTRE

1-a) Podemos assinalar os seguintes pontos: A existência de um partido único que deve ser único, capaz de pensar e resolver as questões e dilemas da nação. O combate sistemático aos órgãos sindicais, vistos como grandes redutos de uma desordem que prejudica o desenvolvimento da economia nacional. O fortalecimento das instituições militares como pressuposto básico para o combate aos inimigos do Estado e a proteção dos interesses nacionais em relação aos países estrangeiros. Realização de uma massiva propaganda política capaz de incutir valores e símbolos que reconhecem o regime totalitário como algo benéfico e necessário.
b)
1 - No caso alemão, observamos o desenvolvimento de uma grave crise econômica relacionada às duras punições oferecidas pelo Tratado de Versalhes. Ao mesmo tempo, podemos indicar que a ineficácia da República de Weimar alimentou um forte sentimento de frustração com relação às tendências políticas liberais e de esquerda.
2 - Na Itália, vemos que esse mesmo desgaste foi enfrentado, já que o país não teve compensações territoriais proporcionais aos gastos investidos na Primeira Guerra Mundial. Nesse mesmo contexto, setores políticos de esquerda inflavam o cenário político com a realização de protestos pelas ruas e a deflagração de greves


2 -O Tratado de Versalhes impedia a Alemanha de se recuperar da 1ª Guerra, no entanto,mesmo com dificuldade,ela começa a recuperar sua economia.No entanto a Crise de 29,prejudica esse crescimento.Essa situação abre espaço para o discurso totalitário de Hitler
3- CADERNO
4-O fascismo é fruto da crise econômica do pós guerra e foi intensificado com a Crise de 29, que levou alguns lideres a questionar a democracia, Liberalismo,etc.
5- E
6- D
7- A
8- A
9- C

10-E
11-C
GABARITO DO 2ª LISTA

Gabarito:
Resposta da questão 1:
[C]
Algumas ideias devem ser associadas para o entendimento
da questão, como a formação de uma nova ideologia, o
elemento que reforça o processo controlador e opressor e
a época, as décadas de 20 e 30 do século passado,
caracterizada pela ascensão de modelos totalitários, não
apenas o nazismo na Alemanha, mas o fascismo em outras
nações e o stalinismo na União Soviética.
Resposta da questão 2:
a) Após a “Noite dos Cristais”, em 1938, o líder nazista
Reinhard Heydrich, recomendou que todos os judeus
fossem obrigados a usar uma identificação para
diferenciá-los do restante da população. Esse sistema de
identificação foi adotado na Polônia, a partir de 1939,
quando todos os judeus acima de 12 anos passaram a
ser obrigados a costurar uma Estrela de Davi amarela em
suas roupas.
b) Após a invasão da Polônia pelos nazistas, em 1940, um
pequeno distrito no sudoeste de Varsóvia foi escolhido para
o confinamento de cerca de 400.00 judeus. Cercado por um
muro havia apenas uma entrada e saída do “gueto”. No
começo a população confinada tinha uma vida difícil, mas
com um pequeno nível de conforto, e aos poucos as
condições foram piorando, com a chegada de novos
contingentes de judeus, com a maioria vivendo em
precárias condições de vida.
Resposta da questão 3:
[B]
A “teoria do espaço vital” foi uma das bases para a política
expansionista de Hitler e responsável pela eclosão da
Segunda Guerra. Ela está impregnada pelos conceitos de
imperialismo do século XIX, caracterizado pelo domínio
territorial de regiões fora da Europa, e, após a Primeira
Guerra Mundial, a Alemanha foi punida, perdendo seus
territórios colônias, entendidos como as principais fontes
de riqueza para as potências econômicas do período.
Resposta da questão 4:
a) Adolf Hitler utilizou o orgulho ferido dos alemães
após a assinatura do Tratado de Versalhes, que
representou uma grande humilhação para a Alemanha,
para despertar o sentimento nacionalista no povo, que
apoiaria o seu partido político, o nazismo.
b) Anticomunismo, militarismo. Pode-se citar ainda:
antissemitismo, antiliberalismo, antiparlamentarismo,
superioridade da raça ariana, expansionismo em busca
do “espaço vital”, xenofobia, nacionalismo exacerbado e
totalitarismo.
c) Na Alemanha, desenvolveu-se um culto à imagem do
líder, sendo implantada a censura a todos os meios de
comunicação. Com isso, houve o fortalecimento do
regime nazista.
A propaganda era conduzida pelo Ministro da Educação do
Povo e da Propaganda, Joseph Goebells, e tinha como meta
exercer severo controle sobre a Educação e a comunicação,
com o objetivo de consolidar a aprovação popular do
Partido Nazista, da doutrina do Partido e do Führer. Seus
métodos eram sensacionalistas e desonestos, seguindo a
filosofia de que “uma mentira dita cem vezes torna-se
verdade”.
Resposta da questão 5:
[A]
O atleta em questão era afrodescendente. As vitórias de
Jesse Owens se chocaram frontalmente com as teorias
nazistas de superioridade ariana, tanto que Hitler se retirou
do estádio antes das premiações.
Resposta da questão 6:
V – V – V – F – F.
Verdadeira. O genocídio dos judeus na Alemanha é uma
das provas cabais dessa intolerância.
Verdadeira. Países como o Brasil e a Argentina acolheram
muitos judeus no período da guerra e no pós-guerra.
Verdadeira. Os ideais nazifascistas na Itália e Alemanha
tiveram muitos pontos em comum, destacando-se os
apontados. A maior diferença entre as duas ideologias,
entretanto, é a defesa da raça ariana e a condenação dos
judeus por parte dos nazistas alemães.
Falsa. Com honrosas exceções por parte de alguns de seus
clérigos, a Igreja Católica se mostrou omissa quanto aos
flagelos do antijudaísmo alemão. Tampouco os ideais
professados pelo nazismo morreram com Hitler, visto que
ainda na contemporaneidade percebem-se, em todo o
mundo, vários grupos professando a ideologia e aplicando
práticas nazistas.
Falsa. A cidade de Amsterdam não foi poupada dos
horrores da guerra, o que se ilustra pela existência de um
museu, nesta cidade, à memória de Anne Frank.
Resposta da questão 7:
[D]
A primeira frase parece moderada, mas apresenta o país
preparado e sem temer uma eventual guerra. A segunda
frase destaca a importância da força para a execução da
justiça e não se refere à força das leis, mas sim à força no
sentido da violência e da autoridade do Estado fascista. A
terceira frase resgata e valoriza o momento histórico de
maior projeção da Itália, a época do Império Romano,
marcada pelo expansionismo e pela subordinação de
diversos povos.
Resposta da questão 8:
[E]

[A] Incorreta. A capitulação ou rendição alemã ocorreu em
1945 com a invasão soviética em Berlim. A
independência das nações africanas foi um fenômeno
da década de 70 do século XX, no episódio denominado
“descolonização”. A perseguição aos arianos não tem
fundamento histórico.
[B] Incorreta. A nacionalização dos portos é uma
denominação genérica às ações de nações como Japão,
Brasil e Chile, que passaram a controlar seus portos no
século XIX, controle antes feito pelas nações coloniais
ou imperialistas. O fim do corredor polonês, ou seja, da
área entre a Prússia Ocidental e a Oriental, esta em
território polonês, só ocorreu com a libertação da
Polônia no pós-guerra. O Pacto Ribbentrop-Molotov,
estabelecido entre a Alemanha nazista e a União
Soviética, foi um pacto de não agressão que culminou
com a divisão da Polônia em áreas de influência
germânica (Lituânia) e soviética (Finlândia, Estônia e
Letônia).
[C] Incorreta. A ocupação da Áustria (Anchluss) pelos
nazistas ocorreu em 1938 e não se relaciona com a
política eugênica. O fortalecimento dos bancos públicos
não se relaciona com os episódios ocorridos no período
nazifascista. O nazismo é, em si, um fascismo, porém
acrescido de ideias eugênicas. A luta contra os fascistas
foi capitaneada pelos comunistas e pelos anarquistas.
[D] Incorreta. A tomada de Paris, um dos episódios mais
traumáticos da Segunda Guerra, não se relaciona
diretamente com a política eugênica do nazismo,
tampouco a invasão da URSS. A libertação dos Sudetos é
um episódio do pós-guerra, uma vez que a Alemanha
nazista ocupou essa região tcheca de maioria alemã em
1938.
[E] Correta. As Leis de Nüremberg, a Solução Final e a
criação dos campos de extermínio relacionaram-se com a
decisão de aplicação de práticas eugênicas, as quais,
mesmo antes da Conferência de Wansee, dissolveram
casamentos entre arianos e não arianos, entre outras
disposições. A Solução Final e a criação dos campos de
extermínio, decididas em Wansee, preconizaram a
proposta e o método de eliminação total dos judeus da
Europa.
Resposta da questão 9:
Dois dos problemas e respectiva ação:
• desordem social / instauração do Estado corporativo e
centralizador para enfrentar a crise das propostas liberais
• crise econômica / intervencionismo estatal para controlar
os conflitos entre capital e trabalho
• vácuo político / fim do sistema político representativo
liberal, com o estabelecimento do partido único e
fortalecimento de Hitler como liderança nacional
Resposta da questão 10:
[E]
A política desenvolvida pelo partido nazista durante a
Segunda Guerra Mundial e um pouco antes, baseava-se na
superioridade da raça germânica, tida como pura. Deste
modo, os judeus foram acusados de macularem a pureza da
raça alemã. Através das chamadas Leis de Nüremberg,
Hitler foi sistematicamente cerceando os direitos e
liberdades dos judeus, proibindo-os de sentarem em
bancos de praça, tomarem transporte coletivo, terem
rádios, até a solução extrema de serem confinados em
campos de concentração e serem sistematicamente
exterminados com usos de gás venenoso, nas chamadas
câmaras da morte. O relato de Anne Frank narra como ela e
a população judia estava sentindo os efeitos da política de
perseguição dos nazistas.
Resposta da questão 11:
[D]
Uma das premissas mais importantes defendidas pelos
fascistas (nazistas e integralistas incluídos) era a ideia de
que o socialismo tinha que ser eliminado, principalmente
por defenderem a “luta de classes”, que, segundo eles,
enfraqueceria a sociedade.
Resposta da questão 12:
[B]
A afirmativa II está errada, pois as políticas racialistas,
muito presentes na Alemanha, não tiveram a mesma
repercussão na Itália e não foram a base da aliança entre os
partidos fascistas dos dois países.
A afirmativa IV está errada, pois a recuperação econômica
da Alemanha e Itália, após a Primeira Grande Guerra, não
foi rápida e passou por uma série significativa de
problemas. Podemos citar a crise de 1929 e a hiperinflação
alemã como algumas das muitas dificuldades econômicas
vividas pelas economias desses países. A plataforma
militarista e expansionista é, antes, uma resposta às crises
do que seu resultado.
Resposta da questão 13:
Terminada a Primeira Guerra Mundial, realizou-se a
Conferência de Paris, que considerou a Alemanha como
responsável pela guerra e impôs à mesma o pagamento de
indenizações, a perda de colônias e territórios na Europa e
sua desmilitarização. Tais imposições geraram grave crise
econômica no país, agravadas posteriormente pela crise de
29. Essa situação de crise, entendida como fruto das
imposições, aguçou o sentimento nacionalista e de
vingança por parte da população.
Em 1919, foi fundado o Partido Nazista, tendo Adolf Hitler
como líder. O nazismo surgiu como uma
ideologia totalitária, que se baseava no controle do Estado
sobre a organização da economia e da sociedade, contra o
liberalismo e o socialismo apoiada em ações repressivas e
em forte propaganda, considerando a supremacia da raça
ariana e um forte discurso antissemita.
Resposta da questão 14

A primeira afirmação é desprezada pelo total absurdo de
considerar as afirmações dentro do espírito democrático e
humanista. No caso da discriminação dos judeus, no
contexto da ascensão do nazismo ao pode na Alemanha, a
propaganda foi instrumento eficaz e muito utilizado para
todos os propósitos dos governantes, inclusive de
intensificar e levar às últimas consequências o preconceito
contra os judeus.
Resposta da questão 15:
[D]
O conhecimento histórico, nessa questão, não influencia na
resposta, que deve ser apenas baseada na capacidade do
aluno que interpretar imagens, identificando que o quadro
de Picasso mostra pessoas em sofrimento e que a
fotografia do bombardeio mostra uma cidade destruída.

domingo, 29 de maio de 2016

2ª LISTA PARA ESTUDOS!


1. (Uerj 2014)
A fita branca, que venceu o Festival de Cinema de Cannes
em 2009, conta a história de uma comunidade rural na
Alemanha, entre 1913 e 1914, onde estranhos e violentos
incidentes começam a ocorrer. O diretor do filme
comentou: “Não ficaria feliz se o filme fosse visto apenas
como um filme sobre um problema alemão. Ele significa
mais que isso. É um filme sobre as raízes do mal. É sobre
um grupo de crianças que são doutrinadas com alguns
ideais e se tornam juízes dos outros – justamente daqueles
que empurraram aquela ideologia goela abaixo delas.”
Maurício Stycer. Adaptado de colunistas.ig.com.br,
24/10/2009.
A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) provocou
transformações nas vidas de crianças e jovens europeus.
Uma dessas transformações é apresentada no filme A fita
branca e está associada ao que o diretor denominou de
“raízes do mal”.
Nas décadas de 1920 e 1930, os efeitos dessas raízes do
mal se manifestaram no seguinte processo histórico:
a) expansão do comunismo
b) difusão do etnocentrismo
c) ascensão do totalitarismo
d) renascimento do liberalismo

2. (Fuvest 2013) Observe a foto abaixo, tirada no Gueto de
Varsóvia, em 1943, durante a ocupação nazista da Polônia.
a) Por que o menino porta uma estrela nas costas e o que
essa estrela representava nas zonas de domínio nazista?
b) Explique a dinâmica de funcionamento do Gueto de
Varsóvia e o que ele representou na dominação nazista
da Polônia.

3. (Uerj 2013) O direito ao solo e à terra pode se tornar um
dever quando um grande povo, por falta de extensão,
parece destinado à ruína. Ou a Alemanha será uma
potência mundial ou então não será. Mas, para se tornar
uma potência mundial, ela precisa dessa grandeza
territorial que lhe dará na atualidade a importância
necessária e que dará a seus cidadãos os meios para existir.
O próprio destino parece querer nos apontar o caminho.
Adolf Hitler
Minha luta, 1925.
Adaptado de FERREIRA, Marieta de M. e outros. História em
curso: da Antiguidade à globalização. São Paulo: Editora do
Brasil; Rio de Janeiro: FGV, 2008.
As ideias contidas no projeto político do nazismo buscavam
solucionar os problemas enfrentados pela Alemanha após o
fim da Primeira Guerra Mundial.
Uma dessas ideias, abordada no texto, está associada ao
conceito de:
a) xenofobia
b) espaço vital
c) purificação racial
d) revanchismo militar

4. (Ufmg 2013) Analise o trecho:
Em 1933, Hitler exercia um fascínio alucinado na população
alemã. Não era para menos: uma ideologia simplista
devolvia aos alemães o prestígio ufanista que a derrota na
Primeira Guerra Mundial havia tirado. O respaldo de Hitler
LISTA DE EXERCÍCIOS - REGIMES TOTALITÁRIOS
Prof. Rodolfo
tinha suas raízes no apelo com que sua ideologia
manipulava o lado emocional e místico das massas.
SÁTIKO, Angélica; WUENSCH, Ana Miriam. Pensando
melhor: iniciação ao filosofar. São Paulo: Saraiva, 1997, p.
289. (Adaptado).
A partir da analise do trecho e considerando outros
conhecimentos sobre o assunto,
a) RELACIONE o desfecho da Primeira Guerra Mundial com
ascensão do nazismo na Alemanha.
b) APRESENTE duas características da política nazista.
c) EXPLIQUE o papel desempenhado pela propaganda
política no regime nazista na Alemanha.

5. (Ueg 2013) O governo nazista da Alemanha pretendia
usar os Jogos Olímpicos de Berlim de 1936 para provar as
teses racistas que defendiam a superioridade da chamada
raça ariana. Porém, ao longo do evento, ocorreram fatos
que desmentiram essas teses, com destaque ao seguinte:
a) o atleta norte-americano Jesse Owens ganhou quatro
medalhas de ouro: nos 100 e 200 metros rasos, no salto
a distância e no revezamento 4 100. ×
b) o Brasil participou dos jogos com 94 atletas e não
conquistou medalhas em nenhuma modalidade
esportiva.
c) o Comitê Olímpico Internacional impôs a presença da
alemã de origem judia Helene Mayer na equipe de
esgrima da Alemanha.
d) o jogo de futebol entre Áustria e Peru, pelas quartas de
final, foi remarcado porque torcedores peruanos
agrediram um jogador austríaco.

6. (Ufpe 2013) Sobre o nazifascismo, como base ideológica
das ações imperialistas de Hitler e Mussolini, analise as
proposições abaixo.
( ) Entre as características do fenômeno nazista alemão
está a intolerância frente às diferenças étnicas,
religiosas e políticas.
( ) Fugindo da perseguição dos nazistas alemães,
milhares de judeus instalaram-se em países sulamericanos.

( ) O nazifascismo na Itália e na Alemanha teve
características em comum, podendo-se destacar: o
excessivo militarismo, o anticomunismo e o
nacionalismo exacerbado.
( ) Por força da ação dos católicos em todo o mundo, as
ideias nazifascistas morreram junto com Adolf Hitler.
( ) A população judia da cidade de Amsterdam foi
poupada dos horrores da guerra, apesar de sua
proximidade territorial com a Alemanha.

7. (Unesp 2013) Leia.
A Itália deseja a paz, mas não teme a guerra.
A justiça sem a força é uma palavra sem sentido.
Nós sonhamos com a Itália romana.
Os três lemas acima foram amplamente divulgados durante
o governo de Benito Mussolini (1922-1943) e revelam
características centrais do fascismo italiano:
a) a perseguição aos judeus, a liberdade de expressão e a
valorização do direito romano.
b) o culto ao corpo, o pacificismo e a ânsia de voltar ao
passado.
c) o nacionalismo, a valorização do espírito clássico e o
materialismo.
d) a beligerância, o culto à ação e o esforço expansionista.
e) o revanchismo, a socialização da economia industrial e a
perseguição aos estrangeiros.

8. (Uel 2013) O surgimento da bioética coincidiu com o
clamor generalizado levantado pelos horrores da Segunda
Guerra Mundial, reação que culminou com a Declaração
Universal dos Direitos Humanos. O objetivo primordial da
bioética se baseia no princípio humanista de afirmar a
primazia do ser humano e defender a dignidade e a
liberdade inerentes ao mero fato de pertencer à espécie.
(Adaptado de: BERGEL, S. Desafios da bioética. Planeta. ano
40, 472.ed., jan. 2012, p.70.)
O período a que se refere o texto envolve também a
ruptura com a democracia pela República de Weimar, a
qual foi engendrada pelas conjunturas políticas da
Alemanha nos anos 30 do século XX. É nesse quadro
democrático que se pode compreender a ascensão do
Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães e a
fundação do III Reich, criando um totalitarismo com faces
eugênicas.
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
totalitarismo eugênico, assinale a alternativa que
apresenta, corretamente, os eventos que comprovam essa
prática.
a) A capitulação da Alemanha, a independência das nações
africanas e a perseguição aos arianos.
b) A nacionalização dos portos, o fim do corredor polonês e
o Pacto Ribbentrop-Molotov.
c) A ocupação da Áustria, o fortalecimento dos bancos
públicos e o antifascismo.
d) A tomada de Paris, a invasão da URSS e a libertação dos
Sudetos.
e) As Leis de Nüremberg, a Solução Final e a criação dos
campos de extermínio.

9. (Uerj 2013) O filme O Ovo da Serpente tem como
cenário a cidade de Berlim, no ano de 1923. Trata-se,
sobretudo, de uma fábula de advertência. Dez anos antes
da subida dos nazistas ao poder, já se podia ver um
fantasma rondando as vielas da Alemanha e pressupor que,
em meio à desordem, à crise econômica e ao vácuo
político, uma semente de radicalismo e violência estava
para brotar. Como afirma um dos personagens, a vitória só
chegaria em alguns anos, quando os jovens do país se
tornassem adultos e se vissem cansados de viver em uma
terra amargurada. Ao cabo da trama, sentencia-se que o
fascismo era uma ameaça perceptível: “É como o ovo de
uma serpente. Através das finas membranas, você pode
claramente discernir o réptil já perfeito”.
O filme O ovo da serpente retrata o contexto de crise alemã
após a Primeira Guerra Mundial, que favoreceu a subida ao
poder de Hitler, principal figura do Partido Nazista.
Retire do texto dois problemas da sociedade alemã que
contribuíram para a ascensão do nazismo ao poder em
1933. Indique, também, a ação tomada pelo Partido Nazista
em relação a cada um desses problemas.

10. (Ufpa 2013) “Os judeus tinham que usar uma estrela
amarela, [...] tinham que entregar as bicicletas, [...] não
podiam andar de bonde, [...] ficavam proibidos de dirigir
automóveis.[...] só podiam fazer compras das três às cinco
horas e só em casas que tivessem placa dizendo ‘casa
israelita’. Os judeus deviam recolher-se às suas casas às
oito da noite [...]. Ficavam proibidos de ir a teatros, cinemas
e outros lugares de diversão.”
FRANK, Anne. Diário de uma jovem. São Paulo: Editora
Mérito S. A., 1958, p. 14, 3ª edição.
Esse trecho, que foi retirado do diário de uma adolescente
judia prisioneira num campo de concentração, na
Alemanha, onde morreu em 1945, revela
a) poucas e distorcidas informações para se compreender o
que foi a 2ª Guerra Mundial.
b) detalhes das perseguições sofridas pelos judeus na
Alemanha, durante a 1ª Guerra Mundial.
c) ideias falsas, pois os alemães não podiam abrir mão do
dinheiro que os judeus gastavam em locais como
cinemas e teatros.
d) aspectos importantes para nossa compreensão acerca
das perseguições sofridas pelos judeus, desde a 2ª
Guerra Mundial até os ano de 1960, com o fim do
apartheid.
e) a importância desse diário como documento histórico
que registrou, para a posteridade, a perseguição sofrida
pelos judeus durante a 2ª Guerra Mundial.

11. (Pucsp 2012) Assim como os nazistas e os fascistas, os
integralistas pregavam a substituição da luta de classes
pela ascensão dos melhores, para renovar as camadas
dirigentes e continuar estrutural e funcionalmente o seu
papel na sociedade.
Antonio Candido. Teresina etc. Rio de Janeiro: Paz e Terra,
1980, p. 129. Adaptado.
O texto compara nazismo, fascismo e integralismo,
identificando-os
a) no anseio de estabelecer um governo proletário, capaz
de frear a ascensão da burguesia e de patrocinar amplas
reformas sociais e políticas.
b) na aceitação da luta de classes como princípio das
relações sociais e na valorização da reforma
administrativa como forma de eliminar os problemas
políticos.
c) no esforço de valorizar a identidade nacional, único traço
capaz de impedir a luta de classes e assegurar a
formação de um governo socialista.
d) na rejeição da ideia de que a sociedade seja movida pela
luta de classes e na defesa de que o poder seja exercido
por um grupo limitado e privilegiado de pessoas.
e) na busca de uma revolução proletária internacional e no
reconhecimento do papel central que o governo deve
exercer na harmonização das relações sociais.

12. (Pucrj 2012) A ascensão dos partidos fascistas na Itália
(1922) e na Alemanha (1933) apresenta muitas diferenças,
mas, ao mesmo tempo, tem aspectos comuns. A esse
respeito podemos afirmar:
I. Diversos grupos sociais na Alemanha e na Itália se
sentiam ameaçados politicamente após a Primeira Guerra
Mundial e também após a revolução na Rússia pela
ascensão política dos movimentos da esquerda
revolucionária.
II. O discurso sobre a superioridade racial unia italianos e
alemães em um mesmo projeto ideológico e constituía
uma base sólida de aliança entre o Partido Fascista
Italiano e o Partido Nacional-Socialista dos
Trabalhadores Alemães.
III. Após a Primeira Guerra Mundial, crescia entre italianos e
alemães, e mesmo em toda a Europa, uma forte
descrença na adoção da democracia liberal como o
modelo político a ser seguido. Com isso, teorias
autoritárias ganharam espaço no cenário político desses
países.
IV. A rápida recuperação militar e econômica da Alemanha
e da Itália precedeu a ascensão dos partidos fascistas
que sustentavam uma plataforma política militarista e
expansionista.
São afirmativas corretas:

a) I, II, III e IV.
b) I e III, apenas.
c) III e IV, apenas.
d) II e IV, apenas.
e) I e IV, apenas.

13. (Ufpr 2012) “(...) O totalitarismo difere essencialmente
de outras formas de opressão política que conhecemos,
como o despotismo, a tirania e a ditadura”.
(Arendt, Hannah. As origens do totalitarismo. São Paulo: Cia
das Letras, 1989, p. 512).
Explique a especificidade do totalitarismo nazista,
destacando seu contexto de desenvolvimento e suas
características principais.

14. (Upe 2012) Observe a gravura seguinte.
Leia atentamente o texto a seguir:
Para alguns, o sobrenome Levy na lista telefônica ainda é
numeroso demais. Paul Riche, no jornal Au Pilori, advoga a
eliminação total dos judeus, sem ambiguidade: “Morte ao
judeu! Morte à vilania, à duplicidade, à esperteza judaica!
Morte ao argumento judaico! Morte à usura judaica! Morte
à demagogia judaica! Morte a tudo que é falso, feio, sujo,
repugnante, negroide, mestiço, judeu! Este é o último
recurso dos homens brancos perseguidos, roubados,
pilhados, assassinados pelos semitas e que ainda
encontram forças para se libertarem dessa abominável
opressão.
...Morte! Morte ao judeu! Sim. Repetimos. Repetimos!
Morte! M.O.R.T.E. AO JUDEU! Aqui! O judeu não é um
homem. É uma besta malcheirosa. As pessoas se livram dos
piolhos. Combatem as epidemias. Lutam contra as invasões
microbianas. Defendem-se contra o mal, contra a morte –
portanto, contra os judeus.”
(Do Jornal Au Pilori. 14 de março de 1941. In. FERRO, Marc.
História da Segunda Guerra Mundial. São Paulo: Editora
Ática, 1997. p. 144).
“Judeus não são bem-vindos aqui!” diz, em tradução livre, a
ilustração antissemita que se encontra em um livro infantil
publicado na Alemanha, em 1936. A matéria de jornal
citada, publicada em Paris, em 1941, reproduz o mesmo
discurso nazista da imagem. Os danos causados pelos
poderes que se tornam fora de controle e fora de equilíbrio
racional e emocional geram sementes que se espalham e se
difundem, podendo até criar “monstros”, como o do caso
do atentado na Bélgica, que matou 76 inocentes, em julho
próximo passado.
Essa ideia, presente no cartaz e no texto, permanece,
embora em outra dimensão, contribuindo para a violência
global.
Analise as sentenças a seguir que tratam sobre esta
afirmação:
I. Expressões ideológicas seculares foram substituídas por
formulações ideológicas democráticas e humanistas,
embora violentas.
II. O presidente Bush, dando continuidade à política de
Reagan, alimentou um “dualismo cósmico” entre as
nações do bem, lideradas pelos Estados Unidos, e as
forças do mal, referindo-se aos regimes islâmicos do
Oriente Médio.
III. Ressentimentos gerados globalmente flutuam no espaço
global tão facilmente quanto as finanças ou a última
moda de música e roupa.
IV. O encontro entre mensagens e ouvintes é dificultado em
um planeta transformado em um mosaico de diáspora
étnica e religiosa.
V. Num círculo vicioso de ódio e preconceito, os
“mentores” persuadem o imaginário coletivo do
Ocidente, transferindo o preconceito alimentado contra
os judeus para os islâmicos e os árabes.
Estão corretas
a) I, II e III.
b) I, III e V.
c) II, III e V.
d) II, IV e V.
e) III, IV e V.

15. (Enem 2012) Em 1937, Guernica, na Espanha, foi
bombardeada sob o comando da força aérea da Alemanha
nazista, que apoiou os franquistas durante a Guerra Civil
Espanhola (1936-1939).



A pintura-mural de Picasso e a fotografia retratam os
efeitos do bombardeio, ressaltando, respectivamente:
a) Crítica social – conformismo político.
b) Percepção individual – registro histórico.
c) Realismo acrítico – idealização romântica.
d) Sofrimento humano – destruição material.
e) Objetividade artística – subjetividade jornalística.
LISTA DE ESTUDO PARA P2-2º BIMESTRE

1-a) Podemos assinalar os seguintes pontos: A existência de um partido único que deve ser único, capaz de pensar e resolver as questões e dilemas da nação. O combate sistemático aos órgãos sindicais, vistos como grandes redutos de uma desordem que prejudica o desenvolvimento da economia nacional. O fortalecimento das instituições militares como pressuposto básico para o combate aos inimigos do Estado e a proteção dos interesses nacionais em relação aos países estrangeiros. Realização de uma massiva propaganda política capaz de incutir valores e símbolos que reconhecem o regime totalitário como algo benéfico e necessário.
b)
1 - No caso alemão, observamos o desenvolvimento de uma grave crise econômica relacionada às duras punições oferecidas pelo Tratado de Versalhes. Ao mesmo tempo, podemos indicar que a ineficácia da República de Weimar alimentou um forte sentimento de frustração com relação às tendências políticas liberais e de esquerda.
2 - Na Itália, vemos que esse mesmo desgaste foi enfrentado, já que o país não teve compensações territoriais proporcionais aos gastos investidos na Primeira Guerra Mundial. Nesse mesmo contexto, setores políticos de esquerda inflavam o cenário político com a realização de protestos pelas ruas e a deflagração de greves


2 -O Tratado de Versalhes impedia a Alemanha de se recuperar da 1ª Guerra, no entanto,mesmo com dificuldade,ela começa a recuperar sua economia.No entanto a Crise de 29,prejudica esse crescimento.Essa situação abre espaço para o discurso totalitário de Hitler
3- CADERNO
4-O fascismo é fruto da crise econômica do pós guerra e foi intensificado com a Crise de 29, que levou alguns lideres a questionar a democracia, Liberalismo,etc.
5- E
6- D
7- A
8- A
9- C

10-E
11-C

terça-feira, 3 de maio de 2016

CORREÇÃO DA LISTA DE HISTÓRIA

1-Explique o Revanchismo Francês e como se relaciona a Primeira Guerra Mundial.
A França perdeu a guerra Franco-Prussiana e sempre desejou um motivo para devolver a derrota.Surgindo a oportunidade e ambas deveriam estar em lados opostos.
2-Conforme sabemos, os preparativos da Primeira Guerra Mundial já aconteciam ao longo do século XIX. Partindo dessa premissa. Indique a relação existente entre o imperialismo e a deflagração da Primeira Guerra Mundial.
A corrida Imperialista,revelou uma disputa sem precedente entre os países industrializados europeus.A chegada tardia da Italia e Alemanha, revelou que as áreas não estavam disponíveis mais, assim inicia concorrência entre Alemanha e Inglaterra por mercados consumidores.
3-Observe a gravura:

(Gravura representando o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando, 1914)
A partir dessa imagem, estabeleça a relação presente entre o assassinato de Francisco Ferdinando e o começo da Primeira Guerra Mundial.
Esse atentando, é considerado o estopim do conflito,pois foi após esse fato que as alianças foram criadas oficialmente,ou seja, apesar de não ser o motivo que explica a deflagração da Primeira Guerra Mundial, o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando é o evento responsável pela ativação das alianças militares já firmadas antes do conflito. Inicialmente, a declaração de guerra da Rússia contra o Império Austro-húngaro foi o primeiro passo para que outras potências europeias se envolvessem no confronto.
4-Observe a foto destes soldados britânicos entrincheirados durante a Primeira Guerra Mundial.

Com base nessas informações, responda:
a) Identifique as duas fases que marcam os conflitos da Primeira Guerra Mundial.
Para responder essa questão, basta identificar os dois momentos distintos da Primeira Guerra Mundial. Entre 1914 – 1915, a Guerra de Movimento esteve marcada pelos violentos ataques dos exércitos alemães. Já entre 1915 e 1918, a guerra de posições demonstra o maior equilíbrio de forças entre os inimigos que lutavam na guerra..


b) Descreva as dificuldades experimentadas pelos soldados que lutaram nas trincheiras da Primeira Guerra.
As trincheiras impunham aos soldados condições de vida extremas, onde tinham que se submeter à insalubridade e o desconforto das valas que separavam os exércitos inimigos. Não raro, as trincheiras se transformavam em foco de doenças que poderiam ser tão mortais quanto o poder de fogo das armas inimigas

5-Explique os motivos que levaram os EUA a entrar na Primeira Guerra.
Os Estados Unidos da América entraram na Primeira Guerra em razão de alguns fatores principais. Entre esses fatores estavam:
1) o alto investimento que industriais e banqueiros norte-americanos fizeram em países como Inglaterra e França; investimento esse que chegava aos 2 bilhões de dólares, e que poderiam ser perdidos caso o Império Alemão vencesse a guerra.
2) Por outro lado, os alemães tomaram a iniciativa de torpedear quaisquer navios que chegassem próximo aos portos britânicos (com o objetivo de enviar auxílio, como armamento e suprimentos). Entre esses navios estavam vários de bandeira norte-americana. O afundamento dos navios dos EUA por parte dos submarinos alemães foi o ponto nevrálgico para que o presidente Woodrow Wilson rompesse relações diplomáticas com a Alemanha e entrasse na guerra contra ela.
6-Explique os motivos que levaram o governo dos EUA a sugerir os 14 Pontos de Wilson.
14 pontos da proposta de paz de Woodrow Wilson,visava possibilitar a recuperação da Alemanha,ao mesmo tempo que a mesma acertaria suas dívidas com os países vencedores
1)Inaugurar pactos de paz, depois dos quais não deverá haver acordos diplomáticos secretos, mas sim diplomacia franca e sob os olhos públicos;
2)Liberdade absoluta de navegação nos mares e águas fora do território nacional, tanto na paz quanto na guerra, com exceção dos mares fechados completamente ou em parte por ação internacional em cumprimento de pactos internacionais;
3)Abolição, na medida do possível, de todas as barreiras econômicas entre os países e o estabelecimento de uma igualdade das condições de comércio entre todas as nações que consentem com a paz e com a associação multilateral;
4)Garantias adequadas da redução dos armamentos nacionais até o menor nível necessário para garantir a segurança nacional;
5)Um reajuste livre, aberto e absolutamente imparcial da política colonialista, baseado na observação estrita do princípio de que a soberania dos interesses das populações colonizadas deve ter o mesmo peso dos pedidos equiparáveis das nações colonizadoras;
6)Retirada dos Exércitos do território russo e solução de todas as questões envolvendo a Rússia, visando assegurar melhor cooperação com outras nações do mundo. O tratamento dispensado à Rússia por suas nações irmãs será o teste de sua boa vontade, da compreensão de suas necessidades como distintas de seus próprios interesses e de sua simpatia inteligente e altruísta;
7)Bélgica, o mundo inteiro concordará, precisa ser restaurada, sem qualquer tentativa de limitar sua soberania a qual ela tem direito assim como as outras nações livres;
8)Todo território francês deve ser libertado e as partes invadidas restauradas. O mal feito à França pela Prússia, em 1871, na questão da Alsácia e Lorena, deve ser desfeito para que a paz possa ser garantida mais uma vez, no interesse de todos;
9)Reajuste das fronteiras italianas, respeitando linhas reconhecidas de nacionalidade;
10)Reconhecimento do direito ao desenvolvimento autônomo dos povos da Áustria-Hungria, cujo lugar entre as nações queremos ver assegurado e salvaguardado;
11)Retirada das tropas estrangeiras da Romênia, da Sérvia e de Montenegro, restauração dos territórios invadidos e o direito de acesso ao mar para a Sérvia;
12)Reconhecimento da autonomia da parte da Turquia dentro do Império Otomano e a abertura permanente do estreito de Dardanelos como passagem livre aos navios e ao comércio de todas as nações, sob garantias internacionais;
13)Independência da Polônia, incluindo os territórios habitados por população polonesa, que devem ter acesso seguro e livre ao mar;
14)Criação de uma associação geral sob pactos específicos para o propósito de fornecer garantias mútuas de independência política e integridade territorial dos grandes e pequenos Estados.
7-Caracterize a disparidade do castigo imposto pela Entente a Alemanha.
Analisando os pontos que fundamentam esse tratado, vemos que as nações vitoriosas buscaram impor pesadas sanções contra a Alemanha, vista como grande responsável pelo conflito. Dessa forma, alimentaram um terrível sentimento de revanche que fomentou o desenvolvimento das ações que permitiram o acontecimento da Segunda Guerra Mundial
8-Descreva a realidades da Rússia nos setores citados abaixo:
a-Sociedade: A nobreza era proprietária de 25% das terras cultiváveis do país, e a grande maioria da população - mais de 80% - estava ligada direta ou indiretamente à terra.
As condições de vida da maior parte dos camponeses eram péssimas. Em geral, eles habitavam moradia precária e sem ventilação. Alimentavam-se basicamente de pão preto, batata e torta de farinha de milho. Nas aldeias raramente havia escolas, e a maior parte da população era analfabeta.
No plantio e na colheita eram usados instrumentos agrícolas antigos, como o arado de madeira e a foice. Apenas em algumas grandes propriedades adotava-se uma tecnologia moderna, que permitia o aumento da população.
Nas cidades, a vida não era muito diferente da do campo.
b-Economia: Em 1894, subiu ao trono russo o czar Nicolau II. Desde o século XVI, o país era uma monarquia absolutista. A nobreza era proprietária de 25% das terras cultiváveis do país, e a grande maioria da população - mais de 80% - estava ligada direta ou indiretamente à terra.
Com uma economia essencialmente agrária, a Rússia tinha poucas indústrias; a maior parte dela pertencia a proprietários estrangeiros, principalmente franceses, ingleses, alemães e belga
9-1905 foi chamado de Ensaio Geral .Indique o motivo.
Por que foi o primeiro momento em que o povo conseguiu ver quem era o Czar e começar a reagir contra esses autoritarismo
10-Caracterize os
- Bolcheviques: formados pelos operários e camponeses.Acreditavam que a mudança aconteceria quando os trabalhadores chegassem ao poder.
Mencheviques:Formados pela burguesia e operários.Acreditavam que a Revolução sódaria certo se a burguesia assumisse o poder.
11-Explique a chegada os mencheviques ao poder em Março de 1917
Durante o gov. menchevique, os bolcheviques criticavam duramente o governo iniciam uma serie de manifestações exigindo:Paz;Pão e Terra
12-Quem eram os soviets?
Conselho formado por todos os grupos sociais, cujo objetivo era esclarecer a população de seus direitos.
13-Quais motivos levaram o bolcheviques ao poder?
A fragilidade das ações dos mencheviques que não beneficiaram o camponês.
14-Caracterize o governo bolchevique.
Eles adotaram uma série de medidas revolucionárias e de caráter socialista: nacionalização de bancos, redistribuição de terras entre os camponeses, controle das fábricas pelos operários, instalação de regime unipartidário no controle do governo (Partido Comunista Russo).


No ano seguinte à Revolução Russa, os bolcheviques adotaram o nome de Partido Comunista Russo. Já em 1922, com a formação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, o nome do partido mudou para Partido Comunista da União Soviética.

15-Trotski e Stalin disputavam o poder.Quais as diferenças entre eles.
Após a morte de Lenin,Trotski e Stalin, disputam seu lugar no poder.Trostski pregava a Revolução permanente,ou seja, a Rússia deveria investir em outros países, promovendo a Revolução.Já Stalin, acreditava que, primeiro deveria estabilizar a revolução na Rússia e depois ,naturalmente outras nações seguiriam.
16-Governo de Stalin foi contraditório.Justifique essa afirmativa.
Porque fugiu dos princípios da revolução,sendo esses princípios o motivo do apoio popular.